Um sábado em Amsterdam!

Amsterdam é o quintal de casa. É assim que eu sinto… Amsterdm está logo alí, é só ir!!! Se temos um fim de semana livre, é pegar o carro ou o trem e ir!
E fico tão feliz, me sinto tão privilegiada por isso.
Neste sábado tinhamos uma desculpa par air a Amsterdam: consegui um horário com uma manicure brasileira!! Escrevo esse post de unha feita, depois de 5 meses e meio!!!

Quando falamos que íamos morar na Holanda MUITAS pessoas falavam “Ah, vão lá fumar maconha”. Eu ficava furiosa porque essas pessoas tinham essa imagem da Holanda.

E não é a toa. Mas Amsterdam é MUITO mais que isso. Se você seguir apenas a manada de turistas em Amsterdam corre o risco, de, assim como eu, quando estive em Amsterdam a turismo outros anos, ter uma imagem distorcida da cidade. O centro de Amsterdam, onde fica o Red Light District (o bairro no qual as mulheres ficam expostas em vitrines) e a praça DAM passa essa impressão: uma cidade suja, cheia de drogados, pessoas fumando na rua, sex shops e um clima nada agradável.

Mas a Amsterdam que eu descobri, é linda, cheia de canais e pontes que parecem uma pintura, cafés, restaurantes, lojas, livrarias e ruelas encantadoras.

E se prepare para ver a maior quantidade de bikes por metro quadrado da sua vida! São 880 mil bikes para 800 mil habitantes.

Meu roteiro de quase sempre inclui: Spuistraat e praça Spui. Nessa praça está o Coffe Company, meu café preferido daqui e duas livrarias que perdemos a horal á dentro.
American BookStore e uma outra que não sei o nome, mas ela é mais parecida com uma banca de jornal.
Do lado da American BookStore existe um segredo: Begijnhof. Um jardim secreto! Vc pensa que é a porta de uma casa, de um prédio mas é a entrada do Jardim.

Passamos tambem pela feira orgânica do Noordermarkt. Linda, um charme. Não é uma feira qualquer.

Seguimos em direção ao meu bairro prefeiro: o Jordam. Um bairro antigo, foi construído para abrigar os trabalhadores envolvidos na expansão da cidade através do cinturão de canais no século XVII. Por séculos permaneceu como o bairro da classe trabalhadora, até que nos anos 60 e 70 do século passado foi tomado por artistas, estudantes e profissionais liberais

Leia mais em: Roteiro com 5 atrações turísticas de Amsterdam — Ducs Amsterdam http://www.ducsamsterdam.net/mais-5-coisas-para-fazer-em-amsterdam/#ixzz2uFrrDPfk
Follow us: @ducsamsterdam on Twitter | ducsamsterdam on Facebook

Lá almoçamos num lugar simplesmente indescritível: SLA. Um buffet que vc monta a sua salada. Lugar maravilhoso, ingredientes perfeitos, decoração linda.
Me senti dentro de um blog!

O salao que eu iria era no centro, entao seguimos pela minha rua preferida de lojas em Amsterdam é a Leidsestraat. Cuidado com os Trams, que passam tirando lasca das pessoas.

Aqui perto tem uma loja só de cartoes portais, dá pra perder um bom tempo lá!

Amsterdam é surpreendente e não pode ficar fora do seu roteiro se vc vem para a Europa!

20140225-201547.jpg

20140225-201552.jpg

20140225-201558.jpg

20140225-201604.jpg

20140225-201609.jpg

20140225-201619.jpg

20140225-201624.jpg

20140225-201629.jpg

20140225-201636.jpg

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s